Informações

Vendedores informais assinam Termo de Adesão ao Programa 'Mais Renda'




Clique na imagem para ampliá-la

Os vendedores informais de São Luís, beneficiados com o Programa ‘Mais Renda’, iniciaram mais uma etapa fundamental de acesso ao programa. Cerca de 40 pessoas assinaram, nesta terça-feira (22), o Termo de Adesão, documento que vai garantir aos beneficiários o início do processo de capacitação técnica e gerencial para execução de suas atividades.

O Programa ‘Mais Renda’ é uma iniciativa do Governo do Estado, executado por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (Sedes). O objetivo é ampliar a renda e melhorar a qualidade de vida de várias famílias maranhenses, por meio da capacitação e da inclusão socioprodutiva de vendedores ambulantes, a fim de transformá-los em pequenos empreendedores. Inicialmente, em caráter de projeto piloto, o programa vai ser executado em São Luís, com vendedores do segmento de alimentos.

“O Programa vai garantir às famílias beneficiadas uma melhoria real em sua qualidade de vida, por meio do trabalho que já é desenvolvido informalmente, como fonte de sustento. A ideia é oferecer capacitação, assessoramento e apoio estrutural para os empreendedores informais se transformarem em empresários formais de sucesso”, explicou o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista.

Para participar, os vendedores informais precisam estar inscritos no Cadastro Único e ter renda mensal, por pessoa da família, de até meio salário mínimo (R$ 394,00), desde que já atuem ou pretendam atuar como empreendedores do setor de alimentos. Para esta primeira etapa, o público já foi selecionado por meio da aplicação de um questionário de identificação de perfil, conforme foi projetado pelo Programa.

A Gestora de Fomento às Atividades Produtivas, Fabíola Ewerton, responsável pela coordenação do ‘Mais Renda’, informa que nas próximas fases do programa, será realizada capacitação em três eixos: humano, técnico e gerencial.

“O público selecionado terá acesso a orientações sobre ética, comunicação, relações humanas, higiene pessoal e ambiental, além de capacitação técnica sobre as atividades já desenvolvidas e aulas sobre empreendedorismo, definição de mercado-alvo, orientações para tornarem-se Microempreendedor Individual (MEI) e, posteriormente, sobre acesso ao Microcrédito Orientado”, destaca a gestora.

Após a conclusão da etapa de capacitação, os participantes receberão um kit negócio com fardamento, equipamentos e utensílios, para usado nas atividades já desenvolvidas. Eles terão acompanhamento, durante um ano e meio, de universitários dos últimos períodos dos cursos de Nutrição, Administração, Direito e Ciências Contábeis.

De acordo com Virgínia Costa Nascimento, moradora do bairro Sol e Mar e vendedora de lanches há mais de 5 anos, o programa é uma oportunidade para que ela se qualifique e melhore a qualidade dos serviços oferecidos no seu pequeno negócio. “Conhecimento sempre acrescenta, quando é para melhorar a renda da nossa família. Essa é uma oportunidade que não podemos deixar passar’.

O público-alvo do Programa ‘Mais Renda’, nesta fase inicial, será de 400 vendedores informais, quantitativo que poderá ser ampliado a partir dos resultados obtidos nesta ação inicial.

Esta semana, serão realizadas reuniões para assinatura de Termos de Adesão com o público dos bairros da Aurora, Cidade Olímpica, Anjo da Guarda, São Francisco e Sol e Mar.





Secretária de Estado do Desenvolvimento Social - SEDES/MA
Rua das Gârdenias, Qd. 01, nº 25,  Jardim Renascença, São Luís - MA
CEP: 65075-080
0800 098 1656
 

Todos os direitos reservados © NTI - SEDES