Informações

Primeira empresa maranhense é habilitada para comercializar produtos do Programa Bolsa Escola




Clique na imagem para ampliá-la

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), realizou, na tarde desta sexta-feira (11), a entrega do selo da primeira empresa maranhense credenciada oficialmente para comercializar produtos aos beneficiários do Programa Bolsa Escola. O ato foi realizado pelo secretário de estado do Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, à empresa THP Papelaria (antigo Magazine São Francisco), em São Luís.

Em ato simbólico, ainda como parte do processo oficial de habilitação do estabelecimento, o secretário Neto Evangelista e a secretária adjunta de Renda e Cidadania, Ana Gabriela Borges, afixaram na empresa THP Papelaria o selo que sinaliza que o estabelecimento está credenciado a comercializar os produtos compreendidos pelo conceito de material escolar, inclusive fardamentos e calçados.

Na oportunidade, Evangelista também apresentou o cartão de débito específico do programa, que será enviado pelo Governo do Estado às residências das famílias contempladas pelo programa, e com o qual poderão realizar a compra nas lojas habilitadas. “Avançamos a passos largos na estruturação deste importante programa estadual de transferência de renda, uma ação transformadora que tem como objetivo proporcionar mais dignidade aos alunos da rede estadual de ensino, propiciando a eles a oportunidade de adquirirem materiais escolares que dificilmente conseguiriam adquirir. Nós sabemos o quanto é importante para a autoestima dessas crianças e adolescentes poder comprar materiais de qualidade e que muito lhes servirão em sua jornada escolar”, disse Neto Evangelista.

O empresário Thiago Pontes, proprietário da empresa THP, considerou louvável a iniciativa do Governo do Estado em desenvolver o programa e analisou que a ação coincide com o momento de estagnação que o setor comercial vive em decorrência da crise econômica nacional. “O programa não representa apenas um ato de inclusão social e educacional, ele envolve e estimula outros setores que também precisam do apoio governamental para se desenvolverem e contribuir com o desenvolvimento econômico do Estado. Nós estamos muito felizes de sermos selecionados para simbolizar o primeiro estabelecimento habilitado e vamos ofertar uma variedade diversificada de produtos escolares para atender bem ao público do Bolsa Escola”, disse o empresário.

Credenciamento

Durante o ato desta sexta o secretário Neto Evangelista analisou a atual situação do credenciamento em todo o Estado. Segundo ele, já foi efetivado o credenciamento de mais 450 estabelecimentos comerciais, em mais de 70% dos municípios maranhenses.

Para aumentar o número de estabelecimentos participantes do programa, o secretário anunciou a realização de uma grande força-tarefa, com o envio de técnicos para os municípios maranhenses que ainda não têm estabelecimentos comerciais credenciados, para mobilizarem o comércio local e agilizarem o processo de cadastramento das empresas.  O objetivo é proporcionar mais facilidade aos beneficiários no momento da compra, de forma que ela possa ser feita em seu próprio município.

“Com essa ampla capilaridade de estabelecimentos comerciais habilitados para vender para o Bolsa Escola, cumprimos com o outro objetivo deste programa, que é cooperar efetivamente com a circulação de renda dentro dos municípios maranhenses, aquecendo a economia e gerando trabalho e renda para as pessoas do nosso Estado”, enfatizou o secretário.

 

Ele explicou, ainda, que os estabelecimentos comerciais em situação regular com suas obrigações fiscais e jurídicas, com sede 

ARTE-FINAL-Cartaz-1-BOLSA-ESCOLA---MAIS-BOLSA-FAMÍLIA

em qualquer um dos 217 municípios maranhenses, e que queiram participar do programa Bolsa Escola, precisam fazer o credenciamento até próxima terça-feira (15), pelo site oficial www.bolsaescola.sedes.ma.gov.br e os documentos pendentes enviados até dia 30/12. Além disso, as empresas precisam ter capacidade de atendimento da provável demanda e disponibilizar as máquinas de cartão de débito.

O Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), lançado pelo Governo do Maranhão, tem com o objetivo de proporcionar mais dignidades aos alunos da rede estadual de ensino, beneficiando mais de 1,milhão de estudantes com idade entre 4 e 17 anos, o que significa aplicação de R$ 60 milhões, por ano, com recursos oriundos pelo Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop). O Governo disponibilizará a primeira parcela aos beneficiários a partir de janeiro de 2016, exatamente no início do ano letivo.





Secretária de Estado do Desenvolvimento Social - SEDES/MA
Rua das Gârdenias, Qd. 01, nº 25,  Jardim Renascença, São Luís - MA
CEP: 65075-080
0800 098 1656
 

Todos os direitos reservados © NTI - SEDES