Informações

Caravana do Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) vai à Cidade Olímpica




Clique na imagem para ampliá-la

Para facilitar a entrega e desbloqueio dos cartões aos beneficiários do programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), o Governo do Maranhão realizou, no último sábado (16), mais uma edição da Caravana Bolsa Escola em São Luís, desta vez no polo Cidade Olímpica.

O trabalho dinamiza o acesso ao programa, que tem como público-alvo estudantes da rede pública de ensino com idade entre quatro e 17 anos. Coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), o programa permite que as famílias recebam – por estudante em idade escolar – R$ 46 para aquisição de material escolar.

Moradores da Cidade Olímpica e de bairros adjacentes, como Jardim América, Geniparana, Vila Janaina, Vila Nestor e Vila José Reinaldo Tavares estiveram no Centro de Ensino Joana Batista para tirar dúvidas e executar os procedimentos que permitem o recebimento do benefício.

Segundo o secretário de estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, a população tem demonstrado satisfação com a iniciativa, que possibilita resgate da dignidade dos estudantes dentro do ambiente escolar.

“Em um momento de crise onde todas as pessoas já sentem no seu próprio bolso, o Governo do Maranhão vem, até mesmo na contramão do que passa hoje o Brasil, trazer para as nossas crianças o material escolar, de uma maneira diferente, em que elas próprias podem escolher seu material. Isso dá um estímulo maior às crianças e resgata, sem dúvida, a dignidade de muitas delas no Maranhão”, explicou Neto Evangelista.

Raimunda Nonata Martins, 53 anos, tem dois filhos, um deles em idade escolar. A dona de casa trabalha como diarista para manter os filhos e a casa. Ela já é beneficiária do Bolsa Família, programa do Governo Federal, e agora integra a lista dos contemplados pelo Bolsa Escola, do Governo do Maranhão.

Segundo Raimunda, o auxílio – que veio a calhar para a família – permitirá aquisição do material escolar para o filho de 14 anos. “Muitas das vezes, a gente não tem dinheiro para comprar, ainda mais agora que as coisas estão difíceis. Vai me ajudar muito”, comentou.

Maria das Dores Barbosa, 53 anos, tem nove filhos, apenas a caçula em idade escolar. Com a experiência na criação de toda a prole, Maria das Dores comemora a possibilidade de garantir o material escolar da filha mais nova sem mais despesas. “Já ajuda a comprar o material dela, minha filha é adolescente e gosta de escolher do jeito dela o material”, diz a mãe. Aristides Pestana, 46 anos, também voltará para casa com o cartão do benefício desbloqueado, pronto para entregar à esposa e à filha para as compras. Atualmente desempregado, ele encara o benefício como uma oportunidade de oferecer novos itens ao dia a dia escolar da filha de 15 anos.

Em São Luís, mais de 94 mil crianças e adolescentes de 53 mil famílias – e distribuídas em dez polos – fazem parte do grupo beneficiário. Ao todo, mais de 1,2 milhão de crianças e jovens serão atendidos pelo programa, que injeta R$ 72 milhões na economia maranhense, provenientes do Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop).  “Mais de R$ 45 milhões já rodaram em todos os comércios credenciados no Maranhão”, computa Evangelista.Durante três meses, o crédito fica disponível para que o beneficiário vá a um dos comércios cadastrados na rede do Bolsa Escola e adquira os materiais escolares de sua preferência. Pelo endereço http://www.bolsaescola.sedes.ma.gov.br/site/  é possível checar se o estudante está cadastrado na lista de beneficiários, apenas com a inserção do CPF.





Secretária de Estado do Desenvolvimento Social - SEDES/MA
Rua das Gârdenias, Qd. 01, nº 25,  Jardim Renascença, São Luís - MA
CEP: 65075-080
0800 098 1656
 

Todos os direitos reservados © NTI - SEDES