Informações

Bolsa escola (Mais Bolsa Família) garante material escolar para mais de 90 mil estudantes dos municípios de menor IDH




Clique na imagem para ampliá-la

92.243 estudantes dos 30 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Maranhão foram beneficiados pelo programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) em 2016. Para essas localidades, o programa do Governo do Estado destinou o total de R$ 4.289.178,00 para a compra de material escolar.

“Esse é um direito que todos os estudantes têm de ter, um bom calçado para ir à escola ou de colorir o caderno pela primeira vez”, afirmou o governador Flávio Dino, ao explicar que as medidas para inclusão social são prioridade da gestão.

Criado pelo governador Flávio Dino, o programa garante dignidade e acesso a bens de consumo fundamentais para o aprendizado de crianças e adolescentes de baixa renda. Foram incluídos estudantes entre 4 e 17 anos e que já eram cadastrados no CADúnico e eram beneficiários de programas como o Bolsa Família.

Além ser bom para os estudantes, o recurso também representou um acréscimo na economia desses municípios, como explicou o chefe do Departamento de Contas Regionais do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), o economista Dionatan Silva Carvalho. “Em muitos municípios maranhenses, principalmente naqueles com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o comércio é uma das principais atividades econômicas e esse recurso ajuda a recuperar o volume de vendas, garantindo fôlego aos empresários já no início do ano”, comentou.

Para o economista Dionatan Carvalho, além do comércio, as famílias que vivem na linha de extrema pobreza foram as principais beneficiadas com o repasse. “Considerando uma família de dois adultos e duas crianças, por exemplo, que vivem com até R$ 77 per capita, podemos calcular um acréscimo que chega a ser de 33% na renda dessa família e isso é bastante significativo. Elas conseguiram um recurso maior e que diminui a insegurança alimentar, já que não precisam destinar o dinheiro que já recebem do Bolsa Família e utilizam na alimentação, para a compra de um caderno”, exemplificou o especialista.

Ainda segundo Carvalho, os municípios de Água Doce, Marajá do Sena, Santana do Maranhão e Sucupira do Riachão, que estão entre as cidades com pior IDH do Brasil, foram as mais impactadas. “Houve um impacto na massa de rendimentos desses municípios que pode passar dos 2%, o que é significativo considerando que eles terão um conjunto de ações coordenadas por outros programas como o ‘Mais IDH’”, ressaltou.

Mais IDH

O Plano de Ações ‘Mais IDH’ é uma estratégia do Governo do Maranhão para transformar a realidade social dos municípios com piores índices do estado. O programa foi instituído pelo governador Flávio Dino, por meio do decreto n° 30612, de 02 de janeiro de 2015, e trabalha com ações multissetoriais nos 30 municípios com menores IDHs.

Coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), o ‘Mais IDH’ é composto por ações estratégicas nas áreas de saúde, educação, produção e renda e gestão, visando diminuir as desigualdades sociais no meio urbano e rural, por meio de uma meta de desenvolvimento territorial sustentável. É, antes de tudo, símbolo do compromisso de transformar, para melhor, a realidade do Maranhão e a vida dos maranhenses.

No último sábado (20), além de informação e mobilização em prol do Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), o Governo do Maranhão realizou nesses municípios a prestação de serviços, fiscalização de obras e divulgação das ações, de forma simultânea, nos 30 municípios do Plano ‘Mais IDH’, ação chamada ‘Dia D – Mais IDH’.

A ação incluiu os municípios de Fernando Falcão, Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Satubinha, Água Doce do Maranhão, Lagoa Grande do Maranhão, São João do Carú, Santana do Maranhão, Arame, Belágua, Conceição do Lago-Açu, Primeira Cruz, Aldeias Altas, Pedro do Rosário, São Raimundo do Doca, Bezerra, São Roberto, São João do Sóter, Centro Novo do Maranhão, Itaipava do Grajaú, Santo Amaro do Maranhão, Brejo da Areia, Serrano do Maranhão, Amapá do Maranhão, Araioses, Governador Newton Bello, Cajari, Santa Filomena do Maranhão, Milagres do Maranhão, São Francisco do Maranhão, Afonso Cunha.





Secretária de Estado do Desenvolvimento Social - SEDES/MA
Rua das Gârdenias, Qd. 01, nº 25,  Jardim Renascença, São Luís - MA
CEP: 65075-080
0800 098 1656
 

Todos os direitos reservados © NTI - SEDES